13 de maio – Dia do chef de cozinha

Tempo de leitura: 3 minutos

De chef e de louco todos nós temos um pouco? Bem, muita gente diria que sim. A verdade é que cada vez mais, menos pessoas entram para o time daquelas cuja especialidade é água fervendo. Não apenas cozinhar, mas inventar pratos, dar aquele toque pessoal no trivial muitas vezes nada simples, e buscar novos temperos e combinações já passou do nível do hobby para o da necessidade.

Dia do Chefe de Cozinha

chef de cozinha

A necessidade de alimentar a alma, de ter prazer com o cheirinho gostoso que levanta da panela, do sorriso calmo e involuntário ao provar uma novidade, a necessidade de se encontrar dentre tantas travessas, panelas, utensílios e aquele monte de alimentos. Abrir a geladeira ou a dispensa e criar é, verdadeiramente, uma arte. E dia 13 de maio é o dia desses artistas do sabor, que, com muito orgulho, armam-se de avental e colher de pau para surpreender o inimigo: os incrédulos de suas habilidades culinárias.

img-chef-cozinha

Mas ser chef de cozinha não é a coisa mais fácil do mundo não, não pelo menos para quem faz do prazer de cozinhar sua profissão. Quem vê o glamour de tantos chefs de cozinha em filmes ou nos programas de TV nem imagina, mas de acordo com uma pesquisa feita pelo site americano  CarrerCast.com entre 200 profissões, longe dos holofotes ela é a quarta mais estressante do mundo, ficando atrás apenas de repórter de jornal, lenhador e militar.

Azedou? Nos ingredientes da pesquisa foram levados em conta fatores como ambiente de trabalho, oportunidade na carreira e salário, claro. A verdade é que, enquanto alguns vivem sob spotlights, há um verdadeiro exército que rala, e muito, em ritmo estressante, longas jornadas em pé, sob pressão, em temperaturas infernais (não é incomum os termômetros marcarem 40ºC nas cozinhas profissionais) e com salários baixos. Segundo o site de empregos Catho, em janeiro de 2016 a média salarial de um chef de cozinha brasileiro era de R$ 1.278,00. Média nacional, porque em alguns estados, como o Paraná, ela é ainda menor: R$ 1.246,00.

chef de cozinha

Mesmo assim, a gastronomia é um charme e arrebanha cada vez mais jovens, adultos e idosos para a beira do fogão e da pia. A onda das cozinhas gourmet que o diga, quem não gostaria de ter uma em casa, cheia de apetrechos da moda e todas as facilidades para preparar suas especialidades para os amigos e a família?

Basta ver que a própria tendência da arquitetura moderna é o fim da divisão entre sala e cozinha, tornando tudo um único e delicioso ambiente. Não deixa de ser um resgate às origens da colonização quando era na cozinha que os principais assuntos da casa eram resolvidos, acompanhados de muitos quitutes doces e salgados. Saíram as cozinheiras, com suas largas saias, e entramos nós, os “senhorios”, de mangas arregaçadas e sapatos confortáveis para aguentar a andança entre a panela e a tábua.

Foto-para-o-blog

Entre os chefs de cozinha profissionais, há sempre a esperança de reconhecimento, de ter seu próprio restaurante, de ser o único dono de suas receitas e de, principalmente, ver aquele revirar de olhos acompanhado de um suspiro quando o cliente prova o prato. Entre os chefs amadores, muitas vezes aquele “hummmmm” dos amigos basta. Em todos, a sensação de missão cumprida e a paz diante de uma verdadeira obra de arte do sabor, é a satisfação interna. E, para todos, um feliz 13 de maio, porque poucas pessoas são capazes de proporcionar momentos tão especiais e sensorialmente inesquecíveis quanto um chef de cozinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *